domingo, fevereiro 9

Ela é ...




Ela é um misto de mil coisas. É o equilíbrio entre o tudo e o nada. É o adeus e o fica. O avesso é quase sempre o seu lado certo. Ela é mistério; é segredo. Vai deixar-te muitas vezes a pensar que o seu lugar é do outro lado do mundo quando no fundo quer estar o maior tempo possível ao teu lado. Vai corar cada vez que lhe disseres coisas que a deixem embaraçada e olhar os botões do teu casaco quando quiser esconder um olhar triste ou um sorriso secreto. Vai segurar a tua mão como ninguém. Ela adora mãos. Vais perceber isso. Vai encorajar-te a ir sempre que o seu desejo for que fiques. Vai desejar-te sorte quando achar que sorte é tê-la na tua vida. Ela é o medo e a mudança. A incerteza e a confiança. Ela é amor dos pés à cabeça. Ela é frágil quando ninguém está a ver. A sua protecção é a dúvida de há uns tempos para cá. Ela é mar. E chuva, e música.. e silêncio. Ela é jazz, bossa nova, chá e voodka preta. É piano, livros e meia-luz. É chocolate negro e frutas tropicais. É simples e contenta-se com pouco. Mas sempre com o melhor. Ela é distraída, mas aprecia pormenores. Não se vai esquecer do dia em que te viu pela primeira vez nem da mensagem que a deixou a rir para o telefone com o coração na boca. Ou da música que passava naquele momento. Não é romântica, mas sabe surpreender, ou pelo menos tenta. O que já não é mau. É atenta. E por vezes faz-se de desentendida. É mais ouvidos que  boca. É ciumenta, mas não conta a ninguém. É ironia e riso fácil. Protectora ao extremo de quem ama,  mas desleixada ao máximo com os amigos. Péssima com datas de aniversário. Fria, mas sincera. Vai ser a primeira pessoa a recusar um jantar de sushi, chinês, tailandês ou até mesmo um café. Mas se quiser mesmo ter-te na vida dela montará uma cafetaria se for preciso. Se te quiser mesmo na vida dela, não vai ser fácil, mas vai valer a pena. Ela perdoa mas não esquece. Pensa com o coração e age com a cabeça. E é isso que a trai muitas das vezes. Erra em não querer errar; em pensar de mais no bem dos outros. Em dizer tudo o que sente. Há quem já lhe tenha chamado "a menina com a mão no coração", mas o que é certo é que já foram mais as vezes em que andou com o coração nas mãos.
Ela é vestido preto e salto alto; sweat xxl e ténis rotos. É pé descalço e unhas por pintar. É trabalho e força de vontade. É amor em todas as pequenas coisas que faz. Ela é o ontem e o hoje, porque o amanhã pode não chegar. Não recusa uma boa aventura e é louca o suficiente para fazer tudo o que lhe vai na alma.
Ela é olhar penetrante e beijo na boca. É abraço apertado e segredo no ouvido. É sorriso na boca e tem mil histórias para contar. Reinventa-se todos os dias. Só lhe custa pôr algo na cabeça. Porque quando decide não há retorno. Garanto.  É um poço de orgulho e não troca o certo pelo incerto. Mas arrisca sempre que possível. Já acreditou mais no amor eterno. Mas defende-o sempre que pode. Nas adversidades tenta ver o lado positivo das coisas. Mas se tudo correr mal... 

Ela acredita que "Vai ficar tudo bem".

Patrícia Luz
9 de Fevereiro de 2014






Sem comentários:

Enviar um comentário