sábado, junho 6

Dez segundos


(...)

Sexta-feira. 
Podíamos ter acabado o último encontro do dia, estar perdidos entre os números das portas e o nome das ruas, a falar nas entrelinhas do silêncio que agora se instala neste elevador antigo, não tão pequeno como aquele onde nos enfiaram um dia no final da tarde.  

Dez segundos.
Em quanto tempo é possível mudar a vida?

Ainda não aprendi a saber onde enfiar os olhos.
Sorriste. Sorrimos.

- Quero-te, aqui!

Ninguém falou. 

                                                                                       Instagram | Tumblr | Youtube

Sem comentários:

Enviar um comentário