sábado, abril 18

Friday night

E pronto, anda uma pessoa a reclamar do amor uma vida inteira e depois dás por ti indecisa entre a sweat que era do teu irmão quando tinha quinze anos ou a roupa da moda para ir jantar fora a um sitio qualquer aleatório e dai a  um bocado estás a ser recebida com espumante, fado e o cheirinho a comida caseira no forno. Não tem piada acabar sentada à mesa de uma sala em tons vermelhos, com velas por todo o lado, morangos, chocolate, vinho, e rosas. Rosas!Pensava que em pleno século vinte e um, as rosas estivessem em vias de extinção. Não me lembrava do sabor do gin, nem do frio dos profiteroles. 
E se depois disto continuo a ser uma casmurra resmungona, só posso dizer que sou uma casmurra resmungona com o coração um bocadinho pequenino mais morno. 

Da próxima envia mensagem a avisar. 
Tive frio ao esperar na porta.

Patrícia Luz
19 de Abril 2015



Sem comentários:

Enviar um comentário